Temporada cultural do Theatro Municipal de São Paulo

137

A temporada lírica deste ano do Theatro Municipal de São Paulo estreia com uma das mais famosas óperas cômicas: O Barbeiro de Sevilha, de Gioachino Rossini, sob a direção musical de Roberto Minczuk, cênica de Cleber Papa e figurinos e cenários assinados por José de Anchieta.

Esta ópera foi encenada no Municipal a última vez em 1995. Em mais de 100 anos, o palco histórico de São Paulo acumula cerca de 36 montagens.

Um dos trechos mais famosos, Fígaro… Fííígaro, é executado na primeira entrada do Barbeiro de Sevilha. A ária já foi parafraseada em desenhos animados, como o Pica-Pau por exemplo.

Confira a programação

A programação do Theatro Municipal para 2019 começou incrível com a ópera O Barbeiro de Sevilha durante todo o mês de Fevereiro e continua imperdível com o famoso Happy Hour, apresentação que acontece no saguão do teatro e as Quartas Musicais, ambos com entrada franca.

E pra quem prefere mais emoção, a Bachiana Filarmônica, comandada pelo maestro João Carlos Martins aparece no cronograma de apresentações na Sala de Espetáculos com duração de aproximadamente 60 minutos e ingressos a partir de R$ 35.

Pra completar a programação de espetáculos e apresentações, a Orquestra Sinfônica Municipal e a Orquestra Experimental também se apresentam no Theatro Municipal de São Paulo durante esta temporada.

A história da Sinfônica Municipal se confunde com a da música orquestral em São Paulo, com participações memoráveis em eventos como a primeira Temporada Lírica Autônoma de São Paulo; a inauguração do Estádio do Pacaembu, em 1940; a reabertura do Theatro Municipal, em 1955 e a apresentação nos Jogos Pan-Americanos de 1963, em São Paulo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Insira seu nome