Se o ano começa só depois do carnaval, agora é a hora de parar com a procrastinação e colocar em movimento seus planos e seus sonhos para 2016. Para o coach, palestrante e fundador da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional, Rodrigo Fonseca, “o ano começa somente quando percebemos que há algo a ser mudado em nós.”.

Para Rodrigo, o processo de planejamento de mudança de vida deve passar por reconhecer as dificuldades que estamos vivendo. “Sem isso, não há mudança”, decreta. Semelhantemente, a coach Silvia Hito destaca a importância de analisar aquilo que deu errado e o que deu certo até aqui para, então, projetar seu sucesso. “E nessa reflexão, não vale colocar a culpa nos outros’”, esclarece.

Sabendo dessa dificuldade, perguntamos aos coachings quais são os 10 passos para trazer à realidade seus sonhos e alcançar o sucesso. E nada disso é segredo, pode espalhar.

 

1. O que deu certo até aqui?

Para Rodrigo Fonseca, é preciso reconhecer aquilo que foi bom durante o ano e ser grato por essas oportunidades. “Sem gratidão, por que o ano teria valido a pena?”, reflete. Silvia Hito acredita que, junto a esta pergunta, é necessário também questionar o que fizemos de certo para termos alcançado essas realizações. Com essas respostas, “é possível ter consciência dos comportamentos positivos que temos para continuar com eles”, avalia Silvia.

 

2. O que não deu certo até aqui?

A parte complicada: é preciso ter sensibilidade para perceber que aspectos da nossa vida precisam ser repensados. Rodrigo chama isso de aprender a reconhecer a dor e suas origens: se é do trabalho, ou da rotina, ou dos relacionamentos etc. Silvia acredita que isso também passa pela humildade de reconhecer os próprios erros. “Disse algo de forma agressiva? Invadi o espaço do outro? Não falei o que era necessário falar?”, exemplifica a coach.

 

Para Rodrigo, o caminho para o sucesso começa por reconhecer que algo precisa ser mudado na sua vida.

Para Rodrigo Fonseca, o caminho para o sucesso começa por reconhecer que algo precisa ser mudado na sua vida.

3. O que é mais importante na sua vida?

A resposta para esta pergunta passa por um processo de autoconhecimento. Para Rodrigo, “é preciso entrar em contato consigo para descobrir o que é de suma relevância para a sua vida hoje”. Pode se tratar da carreira, ou do casamento, ou da família em geral, entre outras coisas. Sabendo disso, pode-se canalizar mais energia a estas esferas. “Às vezes, por causa da rotina, deixamos de dar a devida importância àquilo que nos faz bem”, comenta Rodrigo.

4. Dê-se tempo

O cotidiano trata o tempo como mercadoria escassa. Mas saiba: o tempo de vida não é o tempo do trabalho – e costumamos desvalorizar o primeiro em detrimento do segundo. Para ter sucesso, é vital, segundo Rodrigo, “dar-se tempo de contemplação e silêncios para encontrar soluções”. Silvia também argumenta que “se tivermos dificuldades em responder a essas perguntas, é fundamental buscar ajuda de pessoas próximas ou mesmo de um coaching.”.

 

5. Qual novo caminho você deve trilhar?

Esta etapa ainda exige muito do nosso autoconhecimento. Para Rodrigo, consiste em entender exatamente que vida nós queremos. “Que trabalho? Que casamento? Que corpo?”, indaga o coach. “E as respostas para estas perguntas não passam pelo crivo do que os outros dizem, ou do que chega até nós pela mídia, mas, sim, de nós mesmos.” Silvia complementa: “cada dia pede uma nova análise sobre nossas práticas e sobre aquilo que queremos.”

 

Se os seus planos não mexerem com suas entranhas, não se trata de um sonho seu. Recomece.

Rodrigo Fonseca

6. Faça um projeto

Agora você já tem conteúdo para começar a elaborar um projeto para 2016, não mais uma simples lista de desejos. Isso exigirá um planejamento realista. Por exemplo, você provavelmente não perderá 30 quilos, mas conseguirá perder dez de modo saudável. “Elabore um plano, estabelecendo novas formas de agir. Essas novas formas de agir devem estar alinhadas a situações do cotidiano. E estabeleça o prazo de início para este plano”, detalha Silvia. Escreva tudo, de preferência.

7. Visualize esse projeto

Mais do que escrever esse projeto – e quanto mais detalhado, melhor –, você precisa viver esse projeto. Para isso, reative a sua imaginação. “Crie imagens mentais de como você se vê concretizando essas metas”, aconselha Rodrigo. “Essa forte experiência interna irá movimentar a sua vida em direção ao objetivo. Se os seus planos não mexerem com suas entranhas, não se trata de um sonho seu. Recomece.”.

8. Coloque sua vida em movimento

Se os seus projetos não geram emoção em você, não há poder de mudança. Pelo menos é assim que Rodrigo Fonseca ensina os seus seguidores. “Emoção”, pois, vem do latim movere, que significa “movimento” – logo, uma emoção é algo que te move. Segundo o coach, a inteligência emocional consiste colocar em fluxo suas imagens internas e seus desejos para, então, projetá-los ao mundo exterior e finalmente concretizá-los. Resumindo: pense positivo!

9Mantenha o foco

Tanto no bem-estar físico como no emocional, é preciso ter foco para colher os frutos de um projeto de longo e médio prazo. “Costumo ensinar um tipo de foco que chamo de comportamental”, conceitua Rodrigo. “Isto é, eu me comporto sempre em direção àquilo que almejo”. Rodrigo diagnostica que, atualmente, falta senso de eixo a muitas pessoas que o procuram. “Temos que ser como a luz do sol”, compara. “Com tempo e foco, concentraremos grande energia.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Insira seu nome